segunda-feira, 21 de março de 2016

Nós

A felicidade é quando encontramos em nós próprios a tranquilidade daquilo que somos e queremos. Quando sabemos que somos imperfeitos e que dessas imperfeições vêem momentos menos bons e momentos de fraqueza que nos derrotam e nos fragilizam. Mas é também quando sabemos que nessa fragilidade está a força da criança, adolescente e jovem que fomos, que construímos os risos e as vitórias, que descobrimos o mundo e descobrimos os outros, que atabalhoadamente vamos aprendendo a defendermos-nos das pessoas e das situações. E quando sentimos que mesmo que estejamos muito frágeis em nós quer reside a fortaleza de construir um amanhã melhor e pensar que é bom estar vivo e partilhar. Também é nessas alturas que temos sempre ali ao lado uma estrelinha, que brilha e nos diz: Não fiques triste, mas se ficas eu compreendo, porque estamos tantas vezes sozinhos.

Mas se não tivermos estrelinha, também vai ficar tudo bem, porque o brilho vem de dentro. E para brilhar não precisamos de falar nem fazer. Para brilhar precisamos de olhar o mundo com um certo passo mais lento e devagar como quem espera por o nascer do sol e ainda tranquilamente vê o sol a pôr-se.
As estrelinhas somos nós. Só nós.